VIGEP DIVULGA BALANÇO DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

A Vigilância Epidemiológica informa nesta sexta-feira (23/04) que em São Carlos já foram imunizadas 6.108 pessoas contra a gripe (H1N1), o que corresponde a uma cobertura vacinal de 6%.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe de 2021 começou no dia 12 de abril e segue até 9 de julho. Esse ano o Ministério da Saúde dividiu a campanha em três etapas, sendo que inicialmente estão sendo vacinadas crianças (de 6 meses a menos de 6 anos), gestantes, puérperas (pessoas que tiveram filho há pouco tempo), povos indígenas e trabalhadores da saúde.

Das 6.108 pessoas vacinadas, 2.640 são crianças, 398 gestantes, 65 puérperas e 3.005 profissionais da saúde, sendo que 121 tem mais de 60 anos, portanto já foram cadastrados como idosos. A primeira etapa vai até o dia 10 de maio.

Em São Carlos a vacinação desta primeira fase está sendo realizada nas unidades básicas de saúde (UBS’s) do Delta, Santa Paula, Vila Nery, Vila Isabel, Maria Stella Fagá, Botafogo e Cruzeiro do Sul, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 15h30. As Unidades de Saúde da Família (USF’s) estão aplicando a vacina contra gripe em pacientes que já são cadastrados no Programa de Saúde da Família, porém com agendamento.

A segunda etapa vai de 11 de maio a 8 de junho e contempla idosos (com 60 anos ou mais) e professores das redes pública e particular de ensino. Já a última etapa da campanha, a ser realizada entre 9 de junho a 9 de julho, contemplará pessoas com comorbidades (hipertensão, diabetes, asma, entre outras) ou deficiências permanentes, assim como caminhoneiros e trabalhadores do transporte coletivo rodoviário e portuário, membros das forças de segurança e do Exército, além de funcionários do sistema prisional. A população privada de liberdade e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que cumprem medidas socioeducativas também serão imunizados nesta fase.

Em 2020 foram imunizadas 70.869 pessoas contra a gripe em São Carlos, 33.204 estavam no grupo de idosos (113,48%), 8.927 profissionais da saúde (113,95%), 6.863 crianças (41,57%), 963 gestantes (40,96%), 214 puérperas (55,30%). Também foram imunizados 1.348 professores (redes pública e particular), 2.887 adultos de 55 a 59 anos, 6.640 pessoas da força de segurança e salvamento, 13.726 pessoas com comorbidades e dos demais grupos outras 2.073 pessoas.

O Ministério da Saúde ressalta que neste momento é importante que seja priorizada a administração da vacina contra a COVID-19, mesmo para as pessoas contempladas no grupo prioritário da Influenza. A Norma Técnica do Ministério da Saúde diz que o intervalo mínimo entre as imunizações deve ser de 14 dias entre as vacinas.

PREFEITURA REPASSA NOVOS EQUIPAMENTOS PARA A APAE

A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda, do Departamento de Apoio a Economia Solidária, assinou na tarde desta terça-feira (20/04), um termo de parceria, repassando a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Carlos (APAE) 18 equipamentos para cozinha.

O termo foi assinado pelo vice-prefeito Edson Ferraz, pelo secretário de Trabalho, Emprego e Renda, Nino Mengatti, pelo diretor de Economia Solidária, Paulo Henrique de Faria e pela gerente da APAE, Cristina Schiabel. Também participaram o diretor de Políticas Públicas de Emprego, Felipe Morretti de Oliveira e a chefe de gabinete da SMTER, Josiane Brambila Carneiro.

Foram repassadas 2 cafeteiras, 2 extratores de suco inox, 1 liquidificador de baixa rotação (10 litros), 1 espremedor de frutas, 3 liquidificadores 700 watts, 1 cortador de legumes, 1 fritadeira elétrica (7 litros), 1 esterilizador elétrico alça (com 2 bules), 1 esterilizador elétrico pequeno, 1 cortador de frios automático, 2 batedeiras planetárias, 1 lavadora de prato industrial e 1 lavadora de copo industrial.

De acordo com o secretário Nino Mengatti os equipamentos estavam sem uso já que vieram para São Carlos para a montagem de um restaurante popular por meio de um projeto federal de assentamentos, mas que depois não foi operacionalizado. “São equipamentos sem uso que já estavam no almoxarifado há muito tempo, portanto verificamos juridicamente e como a APAE fornece refeição para as pessoas atendidas e estava com a falta de alguns eletrodomésticos, pedimos a autorização do prefeito Airton Garcia para fazer essa sessão”, explica Mengatti.

O vice-prefeito Edson Ferraz, representando o prefeito Airton Garcia, considera a parceria de extrema importância. “Eu conheço o trabalho realizado pela entidade. Tenho certeza que esses equipamentos vão melhorar, ainda mais, o serviço oferecido aos alunos e pessoas atendidas por eles. Tudo que for possível vamos sempre fazer para ajudar a APAE e todas as entidades que garantem os direitos fundamentais de cidadania das pessoas”, finalizou Ferraz.

Cristina Schiabel agradeceu o repasse dos equipamentos e garante que chegou na hora certa. “Tivemos alguns equipamentos da nossa cozinha que foram furtados. A nossa lavadora de pratos está quebrada e neste momento não teríamos com fazer a reposição e nem o conserto. Mesmo com a pandemia não conseguimos em nenhum momento zerar o atendimento, seguimos todos os protocolos sanitários, intercalamos e presencialmente somente recebemos 35% dos alunos. Mesmo assim oferecemos de 350 a 400 refeições e também fazemos as papas especiais para aqueles que não conseguem se alimentar de outra forma. Entre a área da educação e da assistência social antes da COVID-19 estávamos recebendo 630 pessoas”, explicou a gerente da APAE, agradecendo o município pela parceria.

ANIMAIS RESGATADOS EM ARARAQUARA SERÃO ENCAMINHADOS PARA O PARQUE ECOLÓGICO DE SÃO CARLOS

Na manhã desta segunda-feira (19/04) foi assinado um convênio entre a Secretaria de Serviços Públicos de São Carlos e a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Araraquara, para que o Parque Ecológico “Drº Antônio Teixeira Vianna” continue atendendo os animais acidentados e resgatados na cidade vizinha, oferecendo tratamento veterinário adequado para cada espécie.

Em contrapartida a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Araraquara repassou para o Centro de Educação Ambiental e para o Hospital Veterinário do Parque alguns equipamentos. “É uma parceria de sucesso que poderia ser seguida por outras prefeituras. Nós tratamos os animais e eles investem em equipamentos para o Parque. Além disso, este trabalho em conjunto tem sido muito bem pontuado para ambas as prefeituras na contabilização de pontos do ranking do ‘Município Verde e Azul’, programa do governo estadual”, disse Fernando Magnani, diretor de Proteção e Defesa Animal da Secretaria de Serviços Públicos.

“O PESC tem nos auxiliado desde 2017 no cuidado veterinário destes animais com a finalidade de reabilitá-los para soltura, e desta forma conseguimos realizar ações que visam a manutenção de nossa rica biodiversidade regional. Já tivemos grandes histórias de sucesso na soltura de animais com os quatis, raposas, corujas, maritacas, saguis, bugio, gato-do-mato, lobo-guará, entre outras espécies. A ideia é manter este convênio, visando auxiliar o PESC na aquisição de equipamentos para ajudar a manter a excelência de atendimento que já realizam no local”, ressaltou o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Araraquara, José Carlos Porsani.

“Mesmo com a pandemia nunca deixamos de investir no Parque Ecológico. Ele é o cartão postal da cidade, antes da COVID-19 recebíamos mais de 16 mil pessoas por mês, tanto da própria cidade como de outras regiões do estado e da capital, portanto sempre é preciso investir em melhoramentos. Nunca deixamos de pensar no bem-estar dos animais, seja com a construção de novos recintos e alimentação balanceada, mas também pensamos na estrutura para visitantes e funcionários”, disse Mariel Olmo, secretário de Serviços Públicos, agradecendo as doações.

Também participaram da assinatura do convênio o gerente de Áreas de Proteção Ambiental de Araraquara, João Henrique Barbosa; Simone Cristina de Oliveira, Diretora do Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Araraquara e Samantha Campos da Silva, Chefe do Parque Ecológico de São Carlos que recebeu uma câmera fotográfica EOS Rebel SL3 e um notebook Lenovo.

 

(20/04/2021)

 

PANDEMIA: PROCON SÃO CARLOS ESCLARECE SOBRE CANCELAMENTOS OU ADIAMENTOS DE EVENTOS

A pandemia pegou todos de surpresa, especialmente no ramo de serviços de buffet e eventos. Alguns consumidores tiveram suas festas canceladas e fornecedores se viram obrigados a não prestar serviços em razão de decretos estaduais e municipais proibindo as festas como forma de evitar aglomerações. Desta maneira, não há como se responsabilizar ou culpar nenhuma das partes, uma vez que se trata de um caso de força maior, não sendo possível qualquer reparação por dano moral, muito menos aplicação de multas ou imposições de penalidades. Entretanto, o evento pode ser reagendado ou obtido crédito para outros serviços.

A Lei 14.046/2020, que regulamenta o adiamento ou cancelamento de eventos, serviços ou reservas nos setores de cultura e turismo durante a pandemia de COVID-19, foi publicada em agosto do ano passado em virtude da obrigatoriedade do fechamento de estabelecimentos comerciais com o intuito de evitar a disseminação do novo coronavírus mediante eventos que ocasionam aglomeração, como é o caso de buffets, shows e festas em geral. A aplicabilidade da lei a esse segmento se dá conforme o artigo 30 da lei 11.771/2008, que compreende como organizadoras de eventos as empresas que têm por objeto social a prestação de serviços de gestão, planejamento, organização, promoção, coordenação, operacionalização, produção e assessoria de eventos.

A legislação determina que os fornecedores não serão obrigados a reembolsar os valores pagos pelo consumidor desde que disponibilizem a remarcação dos serviços, das reservas e dos eventos adiados, ou então disponibilizem crédito para uso ou abatimento na compra de outros serviços, reservas e eventos em suas empresas.

O consumidor poderá usar o crédito a que tem direito em até 12 meses, a partir do encerramento do estado de calamidade pública, previsto inicialmente para durar até 31 de dezembro de 2020. Devem ser respeitados os valores e as condições dos serviços originalmente contratados e o prazo de 18 meses, após o estado de calamidade pública, para a realização do evento ou do serviço adiado.

Não sendo possível a remarcação ou a disponibilização de crédito, o fornecedor deverá restituir ao consumidor o valor recebido no prazo máximo de 12 meses, de forma parcelada ou até em uma única parcela, após o fim da calamidade pública. Desta forma, além da preservação da saúde financeira da empresa, é possível atender todos os clientes que estiverem na mesma situação. Não há impedimento de o fornecedor iniciar a devolução dos valores antes do término da pandemia, de forma parcelada ou à vista, sendo a questão definida pelas partes.

A remarcação dos serviços, das reservas e dos eventos adiados deverá ser disponibilizada no prazo de 18 meses, contados da data do encerramento do estado de calamidade pública, conforme o Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020. Vale destacar ainda que os valores e as condições originalmente contratadas devem ser respeitadas, ou seja, sem nenhum acréscimo ao consumidor, salvo se o mesmo adicionar outro tipo de serviço à prestação original.

Estão incluídos nas regras, no setor do turismo: meios de hospedagem (hotéis, albergues, pousadas, aluguéis de temporada), agências de turismo, empresas de transporte turístico, organizadoras de eventos, parques temáticos e acampamentos.

No setor da cultura estão incluídos: cinemas, teatros, plataformas digitais de vendas de ingressos pela internet, artistas (cantores, atores, apresentadores e outros) e demais contratados pelos eventos.

O fornecedor não pode se beneficiar da legislação caso o cancelamento e adiamento dos serviços, reservas e eventos tenham outra motivação diferente da pandemia da COVID-19.

Segundo o Procon, a melhor saída, independentemente da legislação, é um bom diálogo entre as partes, através do qual o fornecedor deverá agir com bom senso e respeito ao seu cliente com o objetivo obter sua fidelidade e evitar ações judiciais.

O Procon São Carlos se coloca à disposição dos consumidores e fornecedores para a intermediação e eventual conciliação através do atendimento pelo site www.procon.saocarlos.sp.gov.br ou pessoalmente através de agendamento prévio pelo link http://agendamento.saocarlos.sp.gov.br/agendamentoProcon.php.

Eventuais excessos contrários à legislação e ao Código de Proteção e Defesa do Consumidor poderão configurar prática abusiva nos termos do artigo 39.

GUARDA MUNICIPAL RECEBE DOAÇÃO DE UMA ESCADA TELESCÓPICA

O Grupamento de Apoio com Motocicletas (GAM) da Guarda Municipal de São Carlos recebeu como doação, na última quinta-feira (15/4), uma escada
telescópica de 16 degr
aus com alcance de 5 metros. O doador foi o empresário Rodrigo Picom, da empresa “Via Expresso Café”,
que atua no ramo de máquinas de café.
“A escada será muito útil para a unidade porque vai permitir que os agentes consigam, com mais segurança, superar obstáculos como muros altos,
além de facilitar o trabalho de verificação sobre telhados durante averiguações de denúncias ou demais ocorrências”, explica Michael Yabuki,
comandante da Guarda Municipal.
A escada, por ser telescópica, facilita muito seu transporte, podendo ser mantida de forma permanente junto aos demais
equipamentos que ficam à disposição nas viaturas da GM.

Prefeitura de Ibaté recebe doação álcool 70º da Destilaria Nova Era

A Prefeitura de Ibaté recebeu nesta quarta-feira, 14, a doação de

600 litros de álcool etílico 70° e 50 kg de álcool em gel. Os produtos foram doados pela Destilaria Nova Era, empresa sediada na Fazenda Santa Helena, no município de Ibaté.

A secretária municipal da Saúde, Elaine Sartorelli Breanza, explica que as doações serão utilizadas na desinfecção do Hospital Municipal e das unidades de saúde do município. “O álcool líquido doado pela Nova Era vai reforçar o serviço de limpeza e desinfecção que já fazemos diariamente nas nossas unidades de saúde. Já o álcool em gel será disponibilizado para que funcionários e pacientes possam estar cumprindo os protocolos estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde”, explicou.

O gerente geral da Nova Era, Josimar de Paula Rios, conta que o momento delicado que o mundo está enfrentando por conta da pandemia do novo coronavírus, pede uma maior solidariedade e empatia com o próximo.

“Nossa empresa atua em Ibaté há mais de 40 anos e não poderíamos deixar de olhar para nossa cidade e toda população, em um momento tão delicado como o atual. Com essa doação, esperamos auxiliar a prefeitura no combate desta doença que tem assolado nosso país”, destacou.

A entrega da doação ocorreu no Paço Municipal e contou com a presença do prefeito José Luiz Parella, que destacou a doação e, em nome da população ibateense, agradeceu a empresa. “O álcool 70° se tornou um grande aliado no combate ao novo coronavírus e tem sido essencial sua utilização em estabelecimentos e setores públicos. Essa doação da Nova Era nos ajudará a suprir a demanda do nosso hospital e demais unidades de saúde, gerando economia aos cofres públicos para que possamos investir em insumos e medicamentos para atender nossos pacientes, em especial, os acometidos por essa doença”, afirmou.

Esta foi a segunda vez que a Nova Era fez uma doação para a cidade.

No ano passado, a empresa doou 300 litros de álcool etílico 70º e, em parceria com a empresa Nivea, mais 3,6 mil frascos de álcool em gel 70º.

Prefeitura de Ibaté ‘abraça’ a campanha estadual “Vacina Contra a Fome”

A Prefeitura de Ibaté abraçou a campanha estadual de arrecadação de alimentos durante o período de vacinação contra a Covid-19. A iniciativa é do governo paulista, através da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social.

A responsável pela Secretaria Municipal de Assistência Social do município, Adriana Martinelli, conta que a campanha chamada de “Vacina Contra a Fome” tem o objetivo de beneficiar famílias carentes e com déficit nutricional, durante o enfrentamento da pandemia do Coronavírus.

“Nosso setor já tem realizado um acompanhamento de todas as famílias que estão em situação de vulnerabilidade social na nossa cidade.

Infelizmente, o número de pessoas atendidas tem aumentado bastante. Com essa campanha do estado, teremos um reforço na distribuição desses alimentos”, explicou.

Para participar, basta ter o coração solidário. Adriana explica que as doações poderão ser realizadas nos três pontos de vacinação contra a Covid-19, que são as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) Jardim Icaraí, Jardim Cruzado e Popular. “Cada pessoa que for tomar a vacina pode colaborar doando um quilo de alimento não perecível”, lembra.

Toda a arrecadação será revertida para famílias do próprio município. A distribuição será realizada pela própria Secretaria Municipal de Assistência Social, que já faz a triagem de todas as famílias da cidade.

Célia Parnes, secretária de estado de Desenvolvimento Social, ressalta que “em um momento tão crítico da pandemia, queremos incentivar a sociedade a contribuir com nossas ações de combate à fome, garantindo a segurança alimentar das muitas famílias em situação de vulnerabilidade”, afirmou.

A campanha “Vacina Contra a Fome” teve início nesta terça-feira, 06, na cidade e a população já pode realizar suas doações. “Esperamos poder contar com o apoio e a adesão da nossa população, pois unidos somos mais fortes”, finaliza Adriana.

Conexão Solidária

A Prefeitura de Ibaté também participará da terceira edição da Campanha Regional de Arrecadação do ‘Conexão Solidária’, idealizada pelo Grupo EPTV, para ajudar quem mais precisa.

A administração municipal disponibilizou as três Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) Jardim Icaraí, Jardim Cruzado e Popular,para receber as doações exclusivamente pelo sistema de “drive-thru”, sem a necessidade de sair do carro. Voluntários e servidores da prefeitura estarão disponíveis para auxiliar nesse processo, das 8h às 17h, respeitando os protocolos estabelecidos pelas autoridades locais.

Adriana explica que serão aceitas apenas doações de alimentos não perecíveis. “Tudo que for arrecadado será destinado para a Secretaria Municipal de Assistência Social, onde montaremos as cestas e distribuiremos para as famílias mais necessitadas da nossa cidade”, finalizou.

PREMIOACMAIS

SÃO CARLOS / ACISC São Carlos é finalista do Prêmio AC Mais 2020

PREMIOACMAIS

Para coroar mais um ano de excelente trabalho, a ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos) é uma das finalistas do Prêmio AC Mais, desenvolvido pela FACESP (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo), com o objetivo de reconhecer e enaltecer as melhores práticas e resultados das entidades filiadas.

A entidade são-carlense, que representa o comércio e a indústria local, disputará com as cidades de grande porte na categoria Produtos & Serviços. Concorreram nesta categoria as Associações Comerciais que atualizaram a pesquisa do Programa de Desenvolvimento Organizacional (PDO 2020) e que alcançaram bons resultados, considerando serviços implantados, repasses, metas e resultados.

Para o presidente José Fernando Domingues, estar mais um ano entre as finalistas e concorrer com cidades como Ribeirão Preto e Campinas, é sinal de que a ACISC está no caminho certo. “Sem sombra de dúvida, estar entre as finalistas no Prêmio AC Mais nos orgulha muito e coroa o trabalho que realizamos ao longo de um ano completamente difícil para o nosso comércio e indústria, por conta da pandemia do novo Coronavírus”, destacou.

Dentre as ações do Prêmio AC MAIS se destaca o mérito do reconhecimento às Associações Comerciais que atuaram na busca do alcance da sua missão e visão e que consequentemente obtiveram resultados que atendam às necessidades de suas partes interessadas: associados, colaboradores, fornecedores, sociedade e outras entidades. Serão reconhecidas e consideradas destaques as ACs que atingiram a maior pontuação e atendam, de forma harmônica e balanceada, aos fundamentos avaliados pelos critérios do Prêmio AC Mais.

Em 2019, a ACISC conquistou o segundo lugar do prêmio disputando na mesma categoria, com as cidades de Piracicaba e Campinas.

Zelão enalteceu que a indicação da ACISC na categoria Produtos & Serviços se deve ao empenho e disposição dos Colaboradores e a união da Diretoria e dos Conselhos da entidade. “Temos que agradecer aos nossos Colaboradores, pois sem eles esses resultados não poderiam ser alcançados. Também agradeço aos nossos associados, membros da Diretoria e dos Conselhos, por sempre estarem unidos em busca do melhor para o comércio de São Carlos. Obrigado pelo bom trabalho realizado nesta temporada, proporcionando condições de nos classificar entre as melhores do Estado de São Paulo, mais uma vez”, finalizou o presidente.

De acordo com o Comitê Gestor do Prêmio AC Mais, a Associações ganhadoras serão divulgadas pela FACESP durante evento on-line que ocorrerá no dia 11 de dezembro, às 10h30.

Legenda: No ano passado, a ACISC São Carlos conquistou a segunda colocação disputando com as cidades de Piracicaba e Campinas

IMG 20201106 WA0021

SÃO CARLOS / PROCON SÃO CARLOS ORIENTA CONSUMIDORES PARA NÃO CAIR EM GOLPES NA BLACK FRIDAY

IMG 20201106 WA0021

Na próxima sexta-feira (27/11) acontece a Black Friday, data muito aguardada pelos consumidores pelos grandes descontos e promoções atrativas no comércio. No entanto, é preciso ficar atento e não se deixar levar pela emoção. Confira as dicas para não cair em ciladas.

A diretora do PROCON São Carlos, Juliana Cortes, destaca que o ano de 2020 está sendo atípico por conta da pandemia do novo coronavírus, o que requer olhares ainda mais atentos para evitar o comprometimento do orçamento familiar. “A economia está muito fragilizada, não sabemos o que vai acontecer nessa área, portanto é preciso tomar muito cuidado. É preciso consumir com a razão, não com a emoção. Não se deve deixar levar pela euforia momentânea, porque a conta pode sair cara”, analisa a diretora.

Em virtude da necessidade do cumprimento dos protocolos sanitários impostos pela pandemia, como evitar aglomerações e manter distanciamento social, o PROCON São Carlos acredita que a maioria das compras será realizada via Internet. “Se for realizar a compra pela internet acesse o site da empresa. Sempre confie no que estiver no site, não nas redes sociais, porque pode ser um golpe. Há links que querem apenas coletar seus dados pessoais e do cartão de crédito. E aí depois o estrago é grande”, alerta Juliana Cortes. 

A dica do PROCON São Carlos para o consumidor é que antes de comprar, ele deve responder a duas perguntas básicas: eu preciso comprar esse produto? É realmente necessário comprar agora? Se as respostas forem sim, gastar o dinheiro suado pode ser uma boa oportunidade. Do contrário, é melhor guardar a quantia e não gastar por impulso.

A diretora Juliana Cortes acredita que a publicidade pode criar uma falsa imagem de promoção e levar o consumidor a comprar um produto que ele não necessita por um preço que pode não ser vantajoso.

O PROCON de São Carlos recomenda, ainda, que o consumidor deve começar a pesquisar desde cedo sobre produtos ou serviços de interesse. E, principalmente, verificar qual o preço que está sendo praticado hoje no mercado. “O consumidor pode, inclusive, fazer um print da tela da loja com o preço. Deste modo, ele terá como acompanhar a evolução e comprovar os valores para eventual questionamento. A dica é usar sites que comparam preços de produtos entre diferentes lojas, a fim de monitorar as opções que melhor cabem no seu bolso. Consulte o histórico do produto em comparadores de preços para acompanhar a sua evolução e saber, se de fato, o desconto prometido é real”. 

Outra dica para ficar sabendo sobre a queda de preços é criar alertas via e-mail. Você define quanto quer pagar e é avisado se o produto tiver alguma oferta nesse valor. Organizar gastos e planejar as compras é essencial, até por conta de despesas fixas que entram no orçamento familiar na virada do ano. “Daqui a dois meses já começam as despesas de início de ano como matrícula e material escolar, IPTU, IPVA, sendo necessário focar no planejamento, anotar os gastos e, se der, aproveitar as promoções”, analisa Juliana.

VALOR DO FRETE – Além de se planejar, o consumidor deve se ater a algumas particularidades dessa Black Friday que promete se concentrar no comércio online e, com ele, vem o frete. O valor do frete é algo que deve ser observado. Se for muito alto, o preço promocional pode não valer a pena. Além disso, o consumidor precisa se informar sobre a política de trocas da empresa, isto é uma atitude que pode ajudar a evitar dores de cabeça no futuro.

Nas compras feitas em sites, é preciso estar atento se há alteração no preço informado inicialmente (da oferta inicial, passando pela colocação do produto no carrinho até o pagamento).

Juliana Cortes indica que é melhor evitar depósitos bancários ou pagamento à vista, e que é preciso ter cuidado com a nova ferramenta disponibilizada pelo Banco Central, o PIX.  “Não forneça sua chave do PIX para ninguém, e confira antes para quem a transferência está sendo realizada, caso opte por este tipo de transação. Comprar com cartão de crédito é sempre a melhor opção, porque se houver fraude o valor pode ser contestado”, explica. 

A instalação de plugins – extensões do Google Chrome – por exemplo, que avisam se uma promoção é real ou se o preço de determinado produto subiu, é recomendável, para evitar truques. Também é importante bloquear números que enviam links suspeitos pelo WhatsApp. 

Juliana reforça a importância de sempre procurar informações em canais oficiais. “Clicar em links de ofertas recebidos por e-mail ou redes sociais não é seguro”, finaliza a diretora. 

Qualquer denúncia antes e no dia da Black Friday pode ser feita pelo o site do PROCON www.procon.sp.gov.br ou pelo e-mail  procon@saocarlos.sp.gov.br, além do telefone 3419-4510.

O PROCON São Carlos está localizado na rua Rui Barbosa, n° 1190, no Centro.

IMG 20201124 WA0014

SÃO CARLOS / PREFEITURA REALIZA 1° CICLO DE FORMAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

IMG 20201124 WA0014

A Secretaria Municipal de Educação, por meio do Centro de Formação dos Profissionais da Educação – CeFEP, realiza até a próxima sexta-feira (27/11), o 1° Ciclo de Formação dos Profissionais da Educação. Em virtude da pandemia do novo coronavírus que já matou 56 são-carlenses e contaminou mais de 4 mil pessoas no município, toda a capacitação está sendo realizada pela internet, no Canal do CeFEP no YouTube, com a participação de 300 profissionais entre serventes de merendeira, agentes educacionais, serviços gerais e auxiliares administrativos que prestam serviço em uma das 60 escolas da rede municipal de ensino. 

O objetivo desse ciclo é a criação de um novo espaço de diálogo com os servidores da educação, criando um canal de comunicação, informação e orientação. O cronograma da formação foi desenvolvido em parceria com as secretarias municipais de Educação, Saúde, Gestão de Pessoas, Agricultura e Abastecimento e com a Fundação Educacional São Carlos (FESC).

Confira a programação do 1° Ciclo de Formação dos Profissionais da Educação:

Dia 25/11 – 9h30 – Diálogo 3 – “O coronavírus: abordagem sobre a prevenção com os profissionais da educação” com a participação de Crislaine Mestre, enfermeira e diretora do Departamento de Vigilância em Saúde; Kátia Spiller, enfermeira e supervisora da Vigilância Epidemiológica e Maria Fernanda Cereda, fiscal sanitária e supervisora da Vigilância Sanitária e Aline Santezi do SASS (Seção de Atendimento a Saúde do Servidor).

Dia 26/11 – 9h30 – Diálogo 4 – “Facilitação de Diálogos – covivendo melhor com as diferenças” com a participação da psicóloga Carina Giacometti da Secretaria de Educação.

Dia 27/11 – 9h30 – Diálogo 5 – “Estado de presença: a arte de escutar” com a participação de Roberta Maziero, educadora da FESC.

Também já participaram do Ciclo de Formação a nutricionista da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, Renata Siqueira Fonseca Neves, que falou sobre “Boas práticas de manipulação de alimentos em tempos de COVID-19” e Eder de Carvalho, diretor de escola e vice-presidente do Conselho de Alimentação Escolar que ministrou palestra com o tema “Fiscalização e controle da biossegurança na alimentação escolar”. A secretária de Educação, Cilmara Seneme Ruy, fez a abertura do evento.

(24/11/2020)